Namoro saudável

Manter um namoro saudável é muito trabalhoso e até mesmo complicado, que requer muita paciência e dedicação. Não importa se o amor de sua vida mora na casa ao lado, ou no outro lado do mundo, o compromisso, o esforço em manter o amor de pé será sempre o mesmo. Não devemos jamais confundir o amor com a paixão, muito menos com o apego ... Sexualidade: namoro saudável. É importante conversar com nossos filhos sobre como são os namoros e relacionamentos saudáveis. Vídeo produzido pela Consejería de Salud y Bienestar Social da Junta Autónoma da Andaluzia no âmbito do projeto Janela Aberta à Família , ... Relacionamento saudável: 10 dicas para um bom namoro 1° Só comece a namorar quando tiver a convicção de que quer, um dia, se casar. Sem um objetivo na vida, tudo o que fazemos fica vazio; o namoro também, se não tem uma meta, não tem sentido. Como Ter um Relacionamento Saudável. Todo relacionamento tem dias e fases complicadas — mas, na maioria dos casos, as pessoas percebem que têm algo bom em mãos e lutam para não perder nada. As relações saudáveis precisam correr em... O namoro pode começar com a amizade ou até mesmo com a atração física, mas, com o tempo, vai saindo da superficialidade e se aprofundando. O namoro é uma fase bela de conhecimento na vida de duas pessoas e é o momento certo para escolher se é com essa pessoa que você quer passar o resto da sua vida. Confira a Importância da Comunicação Para Um Relacionamento Saudável. O Namoro e a Comunicação estão diretamente ligados, se você quer ter um relacionamento saudável e fazer ele durar por muitos anos, comunique-se com a pessoa amada, veja porque… Responsabilidades em um namoro saudável Eu tenho a responsabilidade de: 1. Não ameaçar ou ferir a mim mesmo ou a outra pessoa. 2. Encorajar meu namorado(a) a alcançar seus objetivos. 3. Apoiar emocionalmente minha namorada ou namorado. 4. Comunicar e não manipular. 5. Não humilhar meu namorado ou namorada. 6.

Mds ser bissexual é mto confuso aaaaaaaa

2020.09.26 07:58 SpaceshipFive Mds ser bissexual é mto confuso aaaaaaaa

Eu finalmente entendi que sinto atração por ambos os sexos. Compreendi certos comportamentos que tinha durante a adolescência e infância quando me deparava com nudez feminina, demonstração de afeto entre garotas, etc. Claro que devido à forte repressão, nunca cheguei a desenvolver sentimentos ou romance com alguém do mesmo sexo. A paquera era limitada aos meninos e consequentemente os relacionamentos.
Atualmente estou num namoro de dois anos com um rapaz que amo muito, ele me aceitou e me acolheu quando comentei sobre a minha atração por mulheres e tem me apoiado muito. Mas ainda é péssima a sensação de saber que você limitou tanto suas vontades a ponto de não ter tido nenhuma experiência "profunda". Beijei uma menina uma vez, sem compromisso, só vontade.
Muita pouca gente sabe disso. Por enquanto, só falei pro meu namorado, uma amiga (que é bissexual e entende muito de todo o conflito interno que sinto) e minha psicóloga. Mas gostaria de um dia poder me manifestar, sabe? Dias atrás foi dia do orgulho bi e eu não pude fazer nada. Eu sinto que nunca vou conseguir dizer "sou bissexual" e se um dia isso acontecer, ninguém vai acreditar em mim e não vou ser levada à sério.
Eu não vou terminar meu relacionamento saudável só pra me envolver com garotas e provar minha bissexualidade. Não quero de jeito nenhum isso. Mas é tão estranho saber que eu sinto tesão e por alguém do mesmo sexo sem nunca ter tido nada muito profundo.
Mais estranha ainda é essa sensação de que provavelmente nunca vou ter essa experiência de me envolver com uma garota e finalmente dar vazão a essa vontade.
Faz sentido?
submitted by SpaceshipFive to arco_iris [link] [comments]


2020.09.20 06:03 Luscaraius Eu travo na hora de falar com pessoas.

Ainda sou adolescente, e meu problema principal é timidez, eu atualmente tenho tudo o que eu queria(um pc que rodasse a maioria dos jogos atuais), uma rotina boa(tô comendo saudável, n tenho mais vontade de comer doces, e ainda tô fazendo exercícios todo dia). Tudo q eu sempre quis, mas a timidez é o que me quebra Eu percebi que a coisa tava ficando séria quando eu simplesmente travei na hora de ir cumprimentar uma amiga de infância q eu gostava muito, eu geralmente evito falar com as pessoas, abro um server no discord e quero entrar em um chat pra falar com alguém, mas eu simplesmente travo, n consigo entrar no chat de voz. N me considero um cara feio, nem bonito, tbm n me interesso por bebida, transa ou namoro, mas eu simplesmente parei de querer falar com pessoas das quais eu n tenha intimidade, enfim, tô trabalhando nisso por um tempo.
submitted by Luscaraius to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 22:07 juniorgallina A hora de dizer adeus em um relacionamento

Oi galera, então, estou num relacionamento há 7 anos, fazem 6 dias que brigamos e desde então não nos comunicamos mais pelas redes sociais e nem pessoalmente. A questão que venho desabafar é a dificuldade e o aperto no coração quando vamos caminhando para o término de um relacionamento.
Sabem quando ele não é mais saudável para ambos, mas ainda há amor por de trás dos desentendimentos? E então fica empurrando com a barriga para ver se melhora mesmo com as conversas que temos. É muito complicado ir chegando nesse ponto
Alguém mais já passou por isso em um namoro longo? Foi difícil dizer adeus também?
PS: tem um artigo no El País em que tem uma imagem que na minha opinião simboliza bem isso: https://ibb.co/3v59XFF
E o artigo para quem quiser ler: https://brasil.elpais.com/brasil/2017/08/08/cultura/1502217781_282037.html
submitted by juniorgallina to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 09:51 LeMrGrilo 4 da manhã e eu caindo no mesmo vício de sempre

Eu tenho um vicio, algo que surgiu de uma trauma durante a infância, hj tenho 22 anos e desde os 17 eu busco ajuda e tento lutar contra isso.
Contwxtualizando, sou homem, e a pornografia e masturbação entraram na minha vida muito cedo, fui abusado sexualmente aos 9-10 anos por um primo, lá pelos 10 anos comecei a ouvir de colegas meus que "olhar pornô é coisa de homem" entao eu comecei a duvidar da minha sexualidade, por que toda vez q eu via porno eu acabava vendo que eu fiz o "papel" que a mulher fez e isso trazia muita duvida pra mim, porém como diziam que assistir era coisa de "homem" e eu sempre me identifiquei como heterossexual mesmo tendo essas duvidas, eu mergulhei nesse mundo da pornografia de cabeça, e me afoguei nesse poço sujo, grotesco e sem fim
Comecei a notar que eu tinha problemas com pornografia aos 15 anos, quando entrei pra igreja e tbm tive minha primeira namorada, eu tocava no louvor da igreja, e me sentia realizado por ter alguem do meu lado, mas na mínima frustração que eu tinha eu acabava mergulhado novamente nesse vicio, e a cada video, a cada masturbação as tristezas, as frustrações, tudo piorava ainda mais, muitas vezes me masturbava antes mesmo de subir para tocar no altar da igreja.
O namoro acabou, e eu decidi focar nos meus estudos, comecei a fazer um curso preparatório pra o concurso dos meus sonhos, porém a cada frustração com matérias, eu buscava na pornografia e na masturbação um alivio e só piorava, veio a primeira reprovação, a segunda, a terceira, se eu nao esqueci nenhuma já foram 15 reprovações somando 4 concursos diferentes, e nessas 15 eu sempre preso a esse vicio que me atrapalha, cheguei até me masturbar pouco antes da prova algumas vezes.
Desde os 17 eu venho tentando parar, já entrei pra inúmeros grupos de NoFap, tentei inumeras técnicas, desde banho gelado, em pleno inverno gaúcho, até autohipnose com videos do youtube, porem eu me sinto atolado, afundado até o pescoço numa lama densa, pesada, nojenta, e que me puxa mais pra baixo, eu ja estive, totalmente afundado, entregue, mas ainda quero um dia conseguir me livrar desse vicio.
Por favor, eu entendo que pode ter gente dizendo que masturbação é algo comum e saudável, mas pra mim não, é algo que ja me feriu que ja me causou e causa ainda tanta dor que eu quero extinguir da minha vida, já estou acompanhado de psicologo e ainda estamos vendo o que fazer sobre isso e uma namorada que entende e me dá suporte psicologico referente ao vicio, nao tenho mais duvida da minha sexualidade, hj sou tranquilo com isso tbm, porém ainda tenho esse vicio que ainda busco acabar com ele, desculpa o desabafo longo
submitted by LeMrGrilo to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 05:47 mrmambojazz Relacionamento na Quarentena

E aí galera, tudo bem com vocês? Por aqui mais ou menos. Estou vivendo uma situação delicada na Quarentena. Tenho 28 anos e já namoro há 10 anos (uma coisa bem incomum atualmente) e já separamos 2 vezes durante esse tempo. Já moramos juntos jà tem 2 anos porém esse ano começamos a vida de casal oficial depois de arrumarmos um canto só para nós dois. A Pandemia chegou logo após a mudança e isso afetou muito nossa relação pois somos pessoas bem diferentes ao encarar a situação presente. Somos um casal muito social e todo esse estilo de vida foi abalada com o coronavirus, o que mexeu muito mais comigo do que com ela que ficou mais preocupada e neurótica com a situação de se contaminar. Passado esse tempo, praticamente todos os motivos de nossas brigas tem sido isso, pois pra mim e muito difícil ir trabalhar e abrir mão de encontrar os amigos. Admito de estar errado de não ser cauteloso com a situação mas isso faz parte de todo uma estrutura saudável da minha vida funcionar e ser feliz. Gostaria de saber como lidam com a atual situação e como está sendo com seus/suas companheiros(as).
submitted by mrmambojazz to brasil [link] [comments]


2020.09.10 04:49 ooMontanha_ Namoro saudável

Namoro saudável submitted by ooMontanha_ to rello [link] [comments]


2020.09.08 10:27 SnooDonkeys6386 Não sei o que fazer no relacionamento

Bom, namoro a quase um ano e resolvemos terminar pra cada um se cuidar sozinho, estávamos brigando muito, eu por causa do meu ciúme e ansiedade. Vim pra minha casa e não tinha me caído a ficha ainda, mas combinamos de ngm ficar com ngm e cada um cuidar de si pra voltar a ter um relacionamento mais saudável, até que tudo se resolva, e já cheguei fazendo errado, ligando chorando sofrendo demais, impossível não sofrer com isso pois temos chance de não voltar mais. Eu comecei chamando ele toda hora, e ele respondendo tranquilo, ele me liga e a gente conversa e tal, fala que tá com saudades.. aí hj ele me perguntou se eu ficaria brava se ele saísse com uma menina, pois se a gente combinou que não sairíamos com ngm não tem pq ele fazer isso, aí já penso que ele não me aguenta mais pois sou muito insegura (tanto que terminamos mas já com esperança de voltar pois a gente se ama demais. E meudeus como eu sinto falta dele, é difícil não poder falar te amo toda hora e não saber o que ele tá fazendo, fico muito noiada com essa situação toda, pensando besteira, por mais que ele me ajude e esteja do meu lado, me senti muito magoada por ele querer sair com alguém, e depois já fiquei brava e discutimos.. :/ parece que faço tudo errado.
submitted by SnooDonkeys6386 to desabafos [link] [comments]


2020.09.05 23:27 TELZERAxX Minha ex ainda mantém muito contato comigo

Terminei um namoro já foi uns 7 meses, mas nesses 7 meses eu e minha ex sempre travavamos sempre momentos de brigas, indiretas ali, indiretas aqui, farpas no PV, tbm tivemos momentos de calmaria e aceitação do término e a gente voltava a conversar numa boa... E por mais que o término não foi um pouco saudável ela sempre tende a querer ainda a manter contato, liga, manda mensagem, pergunta se podemos se ver para comer algo, quase toda noite me liga para falar do dia dela. Eu ainda mesmo depois desses 7 meses ainda sinto uma falta enorme dela como namorada... Ela já nem sei, ela tem o jeito de ser muito orgulhosa e por mais que ela sinta saudades ela nunca dirá, mas essas atitudes dizem algo dela ??
submitted by TELZERAxX to desabafos [link] [comments]


2020.08.31 00:49 ACABAZI Errado ou é hipocrisia?

 Meu namoro terminou ha 1 mes e foi de forma saudável digamos, ambos ainda se gostam e conversamos sempre, ainda rola um ciúme do outro pq a gente ainda se pega as vezes, tendo dito isso, vamos ao que importa. Minha ex disse que os amigos dela estavam zuando ela dizendo que um outro cara estava dando em cima dela, eu respondi "olha só arrasando corações " ela me respondeu que em circunstancia nenhuma ele estaria dando em cima dela pois era lindo, em seguida me mandou uma foto e disse que ele era demais pro caminhaozinho dela, e em seguida me disse que eu era perfeito pro caminhao dela. Nao tenho ciume de achar outros homens bonitos mas a forma que ela disse colocou o cara em um pedestal e me senti como o resto que sobrou, o meia boca que da pra levar. Ela disse que eu estava errado em achar ruim e que aquilo era um elogio, resolvi fazer o mesmo entao, mandei a foto de uma colega linda minha e disse as mesmas palavras que a dela, resultado? Eu sou um babaca, como pode eu mandar a foto de uma mulher linda daquelas e falar que ela é demais pra mim mas q a ex me serve? As mesmas palavras que antes eram elogios agora viraram ofensa,ela agora nao esta me mandando mensagens e segundo ela eu a joguei no chao fazendo aquilo (o mesmo que fez comigo?eu estou muito louco ou ela esta sendo completamente hipócrita? Do mesmo jeito que ela se incomodou eu tambem mas aparentemente só ela pode achar ruim e eu é que estou errado... 
submitted by ACABAZI to desabafos [link] [comments]


2020.08.30 20:15 TELZERAxX O ex dela vivia me stalkeando

Namorei uma garota que tinha meses que tinha terminado um namoro com um cara, a gente começou a namorar e a postar coisas no insta... E todo story esse ex dela tava lá me stalkeando (sendo que ele nem me seguia nem nada, apenas descobriu meu insta e ficava lá direto vendo meus storys) ela já nem tinha mais ele no insta, pois ela tinha bloqueado ele, então o único meio dele saber algo dela era me stalkeando... Eu tbm não falei nada com ele só deixava ele lá... Eu comentava com ela e ela sempre dizia bloquea ele ué... E eu só queria deixar isso até ver aonde chegava... Sendo que ele o ex dela, e ela já nem se falavam mais. Ela dizia ter nojo dele, e sempre falava mal dele... Dizia não querer ver ele nem pintado de ouro... Enfim, eu notava que ele ainda não tinha superado ela, eu já tava no ódio por isso de ficar me stalkeando tava já de saco cheio. Mas enfim Quando chegou nos 5 meses de namoro a gente foi entrando em uma crise aonde a gente toda hora brigava ... Até que um certo dia esse ex mandou um textao pra mãe dela pedindo várias desculpas... E num é que ela aceitou!! Beleza, perdoar qualquer um até que a gente aceita... Mas depois desse ocorrido, ela desbloqueou ele do insta seguiu ele e ele seguiu ela.. isso a gente juntos ainda... Depois de tudo isso nosso namoro foi indo de mal a pior com ela fazendo de tudo para que terminassemos, depois de brigas e insistências a gente terminou, e ela ?? Em poucos meses de término já estava andando com esse ex que vivia me stalkeando e que ela dizia ter nojo dele e nem querer ver ele pintado de ouro.. irônico não ??? Dispensou uma história com alguém que tanto amava ela, deixou de falar comigo de se importar comigo, e voltou a ter uma relação "saudável" com o ex dela.. engraçado não?? Provavelmente ele conseguiu tudo o que ele quis...
PS: HJ ELA NAO ME SEGUE MAIS NO INSTA, ENGRAÇADO QUE EU FUI LÁ E PEDI VARIAS DESCULPAS POR TODOS OS ERROS QUE FIZ... ELA ME SEGUIU DE VOLTA ??? A RESPOSTA É: NÃO.
As pessoas são ingratas logo com quem faria tudo por elas!!!
submitted by TELZERAxX to desabafos [link] [comments]


2020.08.08 00:13 cahzinea Sou babaca por convencer minha prima a terminar um namoro que eu arrumei?

Eai luba, editores, e pessoas aleatórias que estão lendo isso, essa história n é minha porem participei dela, e graças ao incentivo dela estou postando aq.
Bem essa história começou no final de 2018, a personagem principal dessa história é Rainara, eu e ela estávamos um dia no meu quarto falando baboseira quando mandei uma mensagem para o meu amigo Carls (que é o meu vizinho,ou seja, consigo ver a janela dele do meu quarto) então pedi pro corno mostrar a cara, até q Rainara que bate bem da cabeça ameaçou tacar um ovo na casa dele, bem parece que isso conquistou o coração de Carls pq ele pediu o número dela.
Bem se passou um ou dois meses n lembro direito e ele pediu ela em namoro por um jogo online, acontece que os pais de Rainara são muito rígidos e não deixam ela namorar, então acabou sendo escondido, eles só se viam quando íamos buscar o irmão de Barls (outra prima nossa) na escola, bem acabou que os pais descobriram e proibiram ela até perdeu o celular por uma semana, bem mesmo assim ela insistiu, eu lembro q no começo todos do grupinho gostavam do casal e tals.
Bem vamos para o primeiro termino deles, bem como moramos juntas ela apareceu aqui e pediu ajuda para terminar com ele pois não estava sentindo mais nada por ele, além dele fazer pressão psicológica para Rainara conversar com os pais e pq ele rebaixava ela, Rainara é uma pessoa insegura e n gosta de ter briga com ninguém, então a parte dela acabou sendo bem calma, porem no meio do termino ele virou um nice guy, falando que a culpa era toda dela, que ela n fazia nada pela relação, que ela nunca iria achar alguém melhor q ele, e soltou uma pérola maravilhosa que foi a frase –“Sua mente tem medo, seu coração me ama, escolha o seu coração”- bem no dia foi isso como eu e Carls estudamos na mesma escola achei que ele estaria muito mal no dia seguinte, porem ele apareceu como se nada tivesse acontecido e de acordo com a minha amiga ele falou pra ela q eles apenas haviam brigado e que já estavam bem. Quando eu cheguei da escola falei isso pra ela, e vamos para o segundo termino, dessa vez foi em chamada de voz enquanto eu estava la só ouvindo, e no meio dessa novo termino eu conheci um novo lado do Carls que nunca havia visto, ele estava praticamente gritando, culpando ela e agindo de maneira estupida, e no final ele exigiu que ele fosse la em casa para terminar cara a cara e que se ela n deixasse ele ir de tarde ele iria de noite no momento que os pais dela estariam em casa, eu acho que essa exigência foi somente pra tentar convencer ela porem n deu certo.
Agora vamos para o ponto principal da história eu ninja como sou descobri que eles haviam voltado DE NOVO e como eu sabia que esse namoro não fazia bem para ela por conta dele ser um babaca, fui conversar e tentar convencer ela a acabar com isso, nesse dia tive uma conversa séria com ela a esse ponto todo mundo do grupinho já sabia q eles tinham voltado e todo mundo foi contra, bem demos avisos mais n forçamos nada, pois a vida é dela, porém ainda ficamos de olho. Umas semanas depois ela me chamou de novo e falou que n aguentava mais a pressão que ele fazia sobre ela (coisa q ele falou que iria mudar), ela me mostrou várias conversas que mostrava o quão toxico e possessivo ele era, a ponto dela não poder falar sobre nenhum amigo, além dele falar que ela n era grande coisa, que se fosse por corpo ele nunca ficaria com ela (sendo q ele nem é lá essas coisas) e falava várias outras coisas que deixavam ela com baixa autoestima, ai eu falei muitas coisas pra ela, que era para terminar pois isso não era saudável e dessa vez ela pediu para eu terminar, ou seja, eu fiz um texto até que calmo para a situação, no começo ele falou que já que era assim ele n ia insistir, porem depois de alguns minutos conversando ele começou a implorar muito. No final ela acabou bloqueando ele porem o Carls foi procurar ela no facebook e no final eles acabaram voltando de novo porem terminaram depois de uma semana, o infeliz ainda foi mandar mensagem para eu pedir para a Rainara desbloquear ele, além de ir na frente da escola dela pra eles conversarem oq n aconteceu. Esses dias ele foi tentar conversar com ela no discord e acabou em block.
Essa é a história e as vezes me sinto um pouco culpada por ter passado o número dela. Vocês acham que eu fui babaca por ter meio que forçado ela a terminar?
submitted by cahzinea to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 22:03 ElFalconesy Abri meu relacionamento e não sei o que fazer

Eu e meu marido decidimos abrir e, literalmente, não sei o que fazer com essa abertura.
Um breve histórico: antes desse meu relacionamento atual, tive um namoro longo, de três anos. Nesse relacionamento passado era impossível imaginar abrir, era um relacionamento abusivo de ambas as partes, rolava muito ciúme mútuo e a gente se proibia até de beber na ausência um do outro. Depois que terminei e refleti muito sobre essa possessividade toda, comecei a desejar a experiência de um relacionamento aberto, sem nem ter a certeza se eu seria capaz de lidar com essa forma de desapego.
Masss aí eu conheci meu marido, nos apaixonamos, e ele deixou bem claro que não gostaria de ter um relacionamento aberto. Ele já havia tido um namoro anterior fechado, de um ano. Eu estava apaixonado, ele também, topamos um relacionamento fechado e isso nunca foi um problema. Namoramos por seis meses quase praticamente morando juntos, depois por mais dois anos e meio a distância (eu em SP, ele no RS), continuamos com relacionamento fechado, eu nunca traí nem nunca senti vontade e tenho plena confiança de que ele também não me traiu. Ele se mudou pra SP, namoramos por mais um ano, totalizando 4 anos de namoro, e nos casamos, tudo isso ainda em relacionamento fechado.
Pois bem, pouco mais de um ano de casamento feliz e saudável, a conversa de abrir o relacionamento ressurge das cinzas e para a minha surpresa ele muito tranquilamente fala que abriria, bem como toparia fazer sexo a 3. Tivemos uma longa conversa de umas 3 horas, bastante honesta, e ele basicamente disse tudo que acredito: nenhum ser humano pertence a outro, que ele separa bem prazer sexual e relação afetiva, que ele é muito seguro do amor que sentimos um pelo outro e da nossa vontade de seguir construindo uma vida a dois, e que pra ele seria ok fazermos sexo com outras pessoas. Nessa hora baixamos juntos o Grindr no celular dele, demos uma olhada e foi isso. A única questão que não ficou bem resolvida é que ambos ficamos apreensivos de colocar foto em app de pegação porque o nosso status de relacionamento aberto ainda está no armário. Nenhum de nós ficou muito a vontade de pensar que algum conhecido nosso poderia nos ver no app e interpretar errado. Isso poderia gerar uma situação toda que teríamos que explicar pros nossos amigos e... preguiça.
Passou um mês e eu não fiz nada com esse novo status de relacionamento, tanto pela falta de perspectiva de sair com alguém devido a pandemia quanto por não ter tido vontade, mesmo. Mas aí ontem, por curiosidade, baixei o Grindr, deixei um perfil vazio e comecei a dar uma olhada. E percebi que não sei o que fazer com o app. Não queria colocar foto pelo que já expliquei acima, mas quem vai querer falar com um perfil vazio? Eu sinto que nem sei mais usar esse tipo de aplicativo, usei pela última vez há mais de cinco anos... essa função tap, por exemplo, existe algum código de conduta com relação à ela? Me deram tap, se eu der tap de volta o que significa? Me senti muito velho tentando usar (mas tenho 26 anos).
Acima de tudo, me sinto deslocado no app porque eu acho que meu propósito ali é bem diferente do da maioria, que é solteiro, e busca homens de boa aparência e etc... eu realmente só faria sexo com alguém do aplicativo pra ser uma experiência diferente e gostosa, não quero ficar preocupado com rejeição, não queria ficar encanado com meu corpo, não to desesperado pra transar com qualquer pessoa, também...
Enfim, depois desse textão o que eu queria saber é: alguém aqui já passou por algo semelhante? Será que o que eu procuro não está nesse tipo de app? Como vocês lidaram com essa questão de amigos e parentes do casal descobrirem que o relacionamento abriu? Adoraria ler histórias de abertura de relacionamento pra saber como foi!
Obs: meu casamento não está em crise, nos amamos muito e o sexo é ótimo. Sou muito seguro de que temos um futuro juntos bastante bonito pela frente. Decidimos abrir e contar tudo um pro outro, não queremos aquele tipo de abertura que abre, mas não conta, porque não queremos ter que mentir pra sair com outras pessoas.
submitted by ElFalconesy to arco_iris [link] [comments]


2020.08.06 18:04 Yumi-Mochizuki Sou a babaca por não ter tirado minha amiga de um relacionamento tóxico?

Olá Luba, Editores, possível convidado e para todos os animais plantas e átomos que estão lendo ou assistindo, não sei porque não sou vidente.
Bom, essa história é recente, então não tem um final mesmo, apenas...não sei, a parte 1? Porque pelas circunstâncias, parece que ainda vai continuar, mas espero que não continue e quero que aconteça isso com ninguém, então antes de começar quero falar que saiba que nunca, NUNCA incentive aqueles tipos de namoros entre pessoas mais novas com pessoas muito mais velhas, não quero que ninguém, NINGUÉM cometa o mesmo erro que eu, mas cometi ele sem saber dessa parte, então, antes também de namorar, saiba pelo menos a idade do seu parceiro.
Então, faz alguns meses atrás que isso aconteceu, eu jogava um aplicativo que vou chama-lo de CarlsApp (só pela história começar por ele já posso ver que eu sou a babaca por ter ido pra lá) estava eu andando por umas salas de conversa até entrar numa sala onde conheci 5 pessoas, mas iremos focar em 2, vamos chama-los de Rainara, a garota, e Carls, o garoto, conheci Rainara e Carls, pensa numas pessoas legais, engraçadas e fofas, foi assim que pensava dos 2, estávamos conversando de boa nós 6, ficamos super amigos, principalmente Carls, Rainara e eu, ninguém ali se conhecia pessoalmente, todo mundo morava em parte diferente do Brasil, e Carls morava no Japão, então basicamente éramos amigos da internet, tudo de boa, saudável até aí, passou alguns meses e descobrimos que Carls e Rainara se gostavam, muito fofo pra todos nós, um cara legal com uma garota legal, muito fofo, passou umas semanas, e vimos que Carls pediu a Rainara em namoro, mas ninguém sabia se ela tinha aceitado, porque ela estava na dúvida, uma galera incentivava, pra mim estava no "algo de errado não está certo" mas como não via nada de mal então pra mim tanto faz, passou um tempo e comecei a ver que Carls estava dando em cima de mim, fiquei surpresa e ao mesmo tempo fiquei muito sla, não sei dizer, não gostava dele, não sabia muita coisa e muito menos não sabia se a Rainara tinha aceitado, e se sim? Eu não queria ser uma amiga má e corresponder o mesmo que o Carls fazia, perguntei pra ele como forma de mudar assunto (pois tava ficando muito doido o assunto e tava muito na cara que ele estava dando em cima de mim e tava só piorando) se a Rainara tinha aceitado, ele falou que ela não tinha aceitado, tinha ficado triste mas pelo menos tinha eu falando com ele, não estava convencida e ao mesmo tempo fiquei "cara, ele gosta de mim?" Como não sabia de nada , fui perguntar pra Rainara e ela falou que sim, ela tinha aceitado namorar ele, então eu falei logo o porquê tinha perguntado, e ela riu no início e depois pareceu chateada, mas no final da conversa ela simplesmente falou " normal, é o jeito dele", mano, e vamos de corna mansa, porque ele até falou depois que ele tinha até recebido nuds de umas outras garotas e começou a dá mais em cima de umas meninas, inclusive de mim, fiquei enojada porque ele fazia aquilo mas quando ele via ela falando com uns caras ele não gostava, ele ficava super no "você não me ama" e tals, passado umas 1 ou 2 semanas, tudo "normal" tinha ido assistir TV com meus irmãos, até que vi que minha mãe pegou meu celular enquanto tava lá assistindo, ela viu meus desenhos no cell, os vídeos que eu estava vendo, minhas mídias, super de boa até que ela viu minhas conversas, ela ficou chocada especificamente com a conversa minha e do Carls, ela começou a me dá sermão de que esse cara tava dando em cima de mim, era um cara nojento, concordei com minha mãe, pensávamos do mesmo jeito em relação a ele, então ela falou pra eu bloquear ele, e como uma boa filha, obedeci, não sei se foi uma escolha correta, mas isso foi o suficiente pra ver que Carls era muito pior que um namorado que corna minha amiga. Alguns dias depois, vi que o Carls e a Rainara, tinham me bloqueado, o Carls eu já sabia o porquê, mas a Rainara não, fiquei desesperada, pois ela era muito legal e gostava de falar com ela, então é aí que surge mais 2 pessoas, meus dois melhores amigos, vou chama-los de Zarls e Karls, Zarls falou que era melhor deixar ela com o relacionamento dela com o moço, porque se ela fosse minha amiga de verdade ela não teria me bloqueado, mas falei que tentaria mais uma vez e foi o que eu fiz, infelizmente minha última carta foi voltar pro CarlsApp, até ali não tinha mais voltado pois estava sofrendo ataques de pessoas que nunca vi na minha vida (uns seguidores do Carls) e aquele lugar me trás lembranças ruins, mas voltei pra tentar falar com a Rainara, ela não me bloqueou lá e falei com ela e a mesma disse que o Carls tinha ameaçado ela dizendo que se ela não me bloqueasse, ele não iria mais falar com ela, porque se ela amasse ele ela faria isso e tal (ou seja, outra chantagem) então eu resolvi falar pra ela que isso que estava acontecendo não é normal, que isso estava ficando super ruim principalmente pro lado dela, depois lembrei de um fato que fazia com que isso ficasse pior ainda, ela tinha 14 enquanto ele tinha 18, tipo, ele era maior de idade e ela estava num meio desse tipo de relacionamento com 14 ( outro fato que acredito eu que seje a parte que mais me fez ficar longe dele, foi que ele disse uma frase que me faz querer apertar o pescoço da pessoa que fala isso: " idade é só um número", " cara, tô nem aí, meu primo tem 35 e namora uma menina de 13, de boa, idade não impede o amor") Tentei convence-la ao máximo mas ela disse que amava ele, ele a amava, "quem sabe que eles se encontrem, aí viram um casal de verdade" (sim, ela realmente disse isso) e um monte de coisas desse tipo, pedi ajuda pros meus 2 amigos, o Zarls falou mais uma vez pra deixar ela, que quando ela perceber ela vai ver que fui uma boa amiga e que eu tentei ajudar mas ela não quis ouvir, já Karls falou pra ela tomar no c* e que era pra ela ser mais feminista e menos burra (concordei demais com ele), ouvi o Zarls e não falei mais com ela, desde então não tenho mais notícias relacionadas a o casal, o Carls tentou falar comigo no app mas decidi que nunca mais entraria lá. Todo mundo que eu falo e participou da história está bem, o Zarls está feliz por ter me ouvido e meu deu todo o apoio pra me ajudar a superar essa história, Karls ficou triste por eu não ter mandado ela tomar no c*, mas ele foi um grande amigo como sempre e também me deu muito apoio, minha mãe está feliz por eu ter parado de falar com o casal, ela ainda faz o mesmo sermão e fala pra eu aprender com isso e pra mim ela foi uma mãe muito incrível como sempre, pois sem ela eu nunca teria visto o quão tóxico ele era e o quão falsa e burra era a Rainara, mas a história não acaba assim, se não, não teria colocado no,título " eu fui a babaca?" Enquanto eu assistia a turma-feira, vi que a Rainara me desbloqueou e está tentando voltar a falar comigo, sinto que não desejo falar com ela, pois depois disso tudo, tenho a mínima vontade de querervoltar a reviver a história, meus amigos já falam que é melhor não, que isso só vai piorar, mas sinto que ainda não fiz nada pra ajudar e que ela pode está precisando da minha ajuda, mas mesmo depois desse pensamento, bloqueei ela, pois não quero mais falar com ela, não quero mas voltar a falar com os dois, nunca mais quero ver esses dois, mas as vezes me pego pensando que isso tudo aconteceu por minha causa. Será que na verdade eu fui a babaca dessa história? Tudo isso aconteceu por causa de mim ou não? Gostaria muito que vocês me falassem, então foi isso minha gente, muito obrigada por ler.
Caso queira ler isso também: Sei que isso tem nada haver com o " eu fui o babaca?" Mas gostaria de dá uma moral, nunca namore virtualmente? Sempre conheça a pessoa antes de namorar essa? Cuidado com quem você fala? Obedeça seu pai e sua mãe? Não! Bem... Sim, mas essa não é a moral, a moral é: nunca entre nesses aplicativos de falar com pessoas virtualmente usando personagens como aquele, sempre dá errado, se você namorar alguém por lá, você está destinado a ser corno.
submitted by Yumi-Mochizuki to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.01 15:10 odrebas Não aguento mais

Não aguento mais minha vida. Sempre tive uma família pertubada, um pai abusivo e uma mãe ausente (não a culpo, muito disso por conta da profissão), que sempre ficou do lado dele seja por medo ou comodidade. Meu pai traiu e agrediu minha mãe várias vezes.
Minha infância e adolescência foram verdadeiros infernos com tudo isso. Cresci desenvolvendo vários traumas, não conseguia dormir em muitas noites com medo do meu pai agredir minha mãe novamente, coisa que aconteceu praticamente na minha frente e eu não consegui fazer absolutamente nada.
Isso só mudou quando passei em uma faculdade federal e fui estudar longe, me desligando parcialmente desse mundo. As coisas pareciam melhores, meu pai era mais calmo e solicito, minha mãe parecia feliz e satisfeita com o relacionamento e com a vida que levava, mesmo que estivesse trabalhando ainda mais. Eu voltava para casa esporadicamente e tudo era mais calmo, pra mim foi um choque de realidade positivo, nesse momento eu me sentia bem em ver ambos felizes.
Ainda na faculdade, depois de quatro anos, consultei psicólogos, psiquiatras para descobrir o que já sabia: ansiedade e depressão. A primeira psiquiatra ficou um tanto quanto preocupada com meus relatos e me receitou dois medicamentos, nisso eu estava em um relacionamento com uma garota que era maravilhosa para mim, fiquei um tanto quanto receoso de me tratar e ter recaídas e isso afetar minha relação, e foi exatamente o que aconteceu, várias vezes. Minha instabilidade não me garantia ter uma relação saudável com as pessoas, por mais que eu lutasse muito. Eu tinha dias e dias, faltava muitas aulas, comecei a detestar a faculdade e por fim minha relação se dissipou. Foi mais fácil para ela terminar comigo naquela situação e me deixar sozinho com meus próprios problemas. Foi um impacto muito grande na minha vida, meu namoro era a fuga da minha realidade com minha família e uma nova chance de recomeço, onde dei tudo de mim. Não vou me prolongar pois isso seria outra história, mas isso fez com que eu tomasse uma atitude: voltar para casa.
Voltando para casa transferi para outra federal, na cidade onde meus pais moravam e voltei para o começo da minha vida, mas dessa vez como outra pessoa. A faculdade ia muito bem, fiz muitas amizades, me sentia bem naquela cidade. Conheci novas pessoas, novas paixões. Junto com isso tudo também descobri, novamente, mais traições do meu pai. Obviamente contei para minha mãe, ela reagiu muito mal com ele, mas garanti que fosse a gota d'água para ela, ela deveria tomar a atitude de se afastar, para sempre.
Hoje minha mãe vive uma vida pertubada para resolver os problemas da separação. Ameaça a vida do meu pai constantemente, faz chantagem emocional comigo quase todos os dias, ameaça se matar em todas as discussões comigo ou com meu irmão. Não durmo direito, meu desempenho no trabalho está pífio, minhas amizades cada vez mais distantes. Não bastasse o caos sanitário que vivemos, constantemente cogito suicídio, coisa que já havia cogitado em períodos anteriores. É muita pressão e maldade de todos os lados por uma situação que sou constantemente culpado. Eu só queria um pouco de paz.
submitted by odrebas to desabafos [link] [comments]


2020.07.27 05:07 sim_meu_nome_e_Leite Eu sou uma babaca por enrolar pra sair do armário?

Oi Luba, gatas, editores, gatas, restos mortais de papelões, Pekeanu Reeves, gatas e turma que está a lever. A história é meio longa, então peço que tenham um pouco de paciência, se possível.
Eu sou bissexual (21, menina). Tirando meu irmão mais novo (19) e minha mãe (51), ninguém mais na minha família (eu acho) sabe. Eu sempre fui bem tranquila sobre minha sexualidade e nunca fiz nada demais a respeito da minha família para fazer que eles saibam, pelo menos até meu primeiro relacionamento sério. Eu tinha 19 anos na época e ela era bem mais velha (25 anos no começo, mais ou menos 7 anos de diferença), nos conhecemos na universidade: Ana (não é o nome dela, mas é o que vou usar) era aluna do curso de mestrado e eu uma bolsista do mesmo grupo de pesquisa da área dela, então eu meio que era responsável por montar os experimentos, auxiliar na instrumentação, produzir alguns artigos, etc... Eu acabei indicada para auxiliar a tese dela e meio que rolou no laboratório mesmo (outra história). Começamos a sair.
Namoramos por 1 ano e 3 meses. Por volta do quarto mês de namoro, eu "saí do armário" porque eu não achava que seria uma grande coisa. Foi meio complicado, meu irmão teve uma reação do tipo "EU SABIA" e minha mãe, bem, ela surtou. Ela exigiu que eu terminasse e parasse com toda a coisa de "sapatona", que tudo era culpa do Dani (meu melhor amigo, aliás ele é abertamente gay) que ele me """contaminou"""" e por aí vai.
Nunca fui 100% próxima dos meus pais, eles eram muito controladores e um tanto entitulados, especialmente comigo e minha irmã mais velha. Saí de casa aos 16 e moro sozinha desde então, pago minhas próprias contas, tenho meu próprio emprego, faço a federal do meu estado e basicamente eles não tem muito haver com a minha vida. Só mantinha contato por causa do meu irmão mais novo, que francamente é meu maior orgulho. No caso dos meus tios, primos e primas, se eu visse eles mais de duas vezes ao ano seria um milagre.
Demorou mais de dois meses para ela voltar a falar comigo e permitir que eu visse o Davi (meu irmão). Ela disse que iria ignorar tudo aquilo com três condições: Não influenciar o Davi, não contar ao restante da família (especialmente meu pai) e levar somente meus "relacionamentos de verdade" para casa (traduzindo, eu só poderia trazer para casa meus namoros heterossexuais e pelas proprias palavras dela: "deixar a put**** fora de casa"). Do contrario, ela nunca mais iria permitir que eu visse meu irmão.
Sinceramente, eu não me importei. Davi e Dani era minha única família de verdade e eles me apoiavam, então estava bem feliz apesar da situação tensa. Sem contar que ele tinha 17, logo faria 18 e já planejávamos que ele se muda-se para minha casa. Expliquei a situação para minha namorada e, surpreendentemente para mim, ela ficou livida (p***) por eu me submeter a esse tipo de merda.
Nós discutimos MUITO. Levou cerca de uma semana para voltarmos. Basicamente, ela achava melhor eu confrontar a situação toda. Eu achava injusto passar por toda aquela dor de cabeça, se eu poderia esperar alguns meses para meu irmão completar 18 e vir morar comigo e então mandar meus pais para aquele lugar. Ainda por cima ela mesma também não era assumida e estava exigindo que eu fizesse basicamente a mesma coisa que ela se recusa a fazer á anos. E eu dizia isso para ela, Ana só dizia que "é diferente" e "para você é mais fácil", por aí vai.
Eu não queria arrancar ninguém do armário. Não precisa ir muito longe na internet para ver os relatos desse tipo de processo que pode ser bem complicado. Eu não exigia que ela me assumisse ou algo do tipo, então na minha cabeça pelo menos, já que eu não exijo isso não teria porquê ela exigir de mim.
Ela insistia que era diferente, que a família dela era mais complicada que a minha (a família dela era beeeem religiosa, já a minha era só conservadora mesmo) que eu não ligava para meus pais e que era fácil.
Mesmo que eu não ligue sobre o que eles diriam sobre minha sexualidade, não é como se tudo que eles dissessem sobre mim não me afetasse. Além disso, toda a confusão seria incrivelmente tensa para o meu irmão, por mais que eu não seja fã dos meus pais, ele os ama e colocar um garoto de 17 anos em uma situação em que ele teria que "escolher um lado" entre parentes que ele ama não é exatamente o conceito de saudável.
Enfim, apesar de toda confusão, botamos uma pedra no assunto e o encerramos. Mesmo assim o clima ainda era estranho e a bolha estourou no natal do ano passado.
Eu mandei algumas mensagens privadas para ela, já que cada uma ficou com sua família no Natal. O pai dela leu as mensagens. Obviamente, as coisas não foram nada boas. Recebi uns áudios bem assustadores dele. Ele é um PM aposentado então eu me caguei um pouco, confesso. Alguns dias depois na véspera do ano novo, nós terminamos.
Meu irmão e eu moramos juntos hoje em dia (atualmente ele têm 19). Por volta de março desse ano um cara se moveu para o apê da frente, com a quarentena passamos a nos esbarrar bastante e começamos a namorar, o namoro vai muito bem aliás.
De alguma forma, minha ex soube e me mandou algumas mensagens (já fazem mais de 7 fucking meses que terminamos). Ela disse muita coisa, a maioria eram um monte bosta, mas uma coisa que ela disse ficou na minha cabeça: Se você tivesse insistido mais com seus pais nós ainda estaríamos juntas.
Bem, isso está na minha cabeça já faz uns dias e eu realmente não sei o que pensar. Meu irmão concorda em parte com ela, e que eu realmente deveria ter insistido mais naquela época e dado uma chance para ver a reação de todo mundo, ao invés de excluir todos de uma vez com exceção dele, mas o que foi, já foi e que eu deveria focar nas coisas de agora.
Bem, eu não tenho quase nenhum contato com meus pais hoje em dia. Não sei qual foi a primeira reação do meu pai e do resto da família, mal sei direito se eles tem alguma ideia. Da feita que o Davi completou 18 fizemos a mudança e não me preocupei em manter contato, disse para minha que ela poderia contar ou não, até agora me parece que ela escolheu não contar. Ele ainda ver nossos pais obviamente
Eu sou uma babaca?
📷ResponderEncaminhar
submitted by sim_meu_nome_e_Leite to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.23 03:55 rain21-07 21/07/2020 O maior erro que já cometi.

Olá,eu não entendo como o Reddit funciona direito e nem sei se um dia esse texto vai chegar a Thaynnara Ramalho,ela gosta muito de ver coisas no reddit,então as chances são de 30% pra 70%,mas enfim.
Eu sou só mais uma pessoa que vai contar como eu terminei o meu namoro,e como estou me sentindo sabendo que perdi alguém que me ama (amou) e que se doou 100% no relacionamento. Serei um pouco demorado,então tenham um pouco de paciência,é algo muito pessoal e muito doloroso,já que foi recente,tipo ontem...

Então antes dos afins,quero deixar bem claro que a minha decisão foi só minha,que eu tomei ela por conta própria e que a culpa do termino não foi por erros que cometemos ou algum erro que cometi e decidi me separar,eu só não queria que fosse tão doido,tanto pra mim quanto pra ela,mas infelizmente não existe termino saudável,doí e doí muito,você se pergunta se fez a escolha certa,e pensa e repensa em voltar rastejando,exatamente como eu estou me sentindo agora. deixando isso explicado e resolvido,vou me declarar e me expor,mostrando que eu tenho consciência que atitudes minhas foram toxicas,tanto pra mim quanto pra ela.

Eu conheci a Thaynnara pouco tempo depois da minha ex (não vou citar nome,então vamos chamá-la de "ST") terminar comigo pela 3° vez e ultima vez(teve uma recaída uma semana antes de eu pedir a Thaynnara em namoro) eu errei muito,pequei muito nesse relacionamento com a "ST",inclusive o que fez o nosso relacionamento ir por água a baixo foi eu ter gasto um dinheiro do cartão da tia dela e não ter contado(eu gastei 20 reais e paguei 60 reais,porquê ela passou a perna tbm) mas continuando... foram muitas intrigas,brigas e até agressões físicas por parte dela,isso me destruiu,eu fiquei chorando a semana toda depois que terminamos,eu aprendi muitas coisas com ela,porém disso tudo eu acabei levando magoas,amarguras e desconfiança,sem contar que eu já não me abria sentimentalmente,então me fechei totalmente pro mundo.
Então quando eu conheci a Thaynnara eu não tinha a intenção de ficar com ela,muito menos entrar em outro relacionamento,nesse dia já dito acima,os meus amigos e Paulo Silva(que nem gente é!) incentivaram-me a ficar com as meninas que estavam ali,eu fiquei com três meninas,e uma delas era a Thaynnara. Logo após o acontecido eu mantive contato com ela e com a amiga dela(vamos chamar de "BETA"porém "Beta" na época não tinha se assumido homossexual,e como eu tinha mais apreço pela thaynnara mantive mas contato com ela e marcamos de ir pra outra festa,demorou algumas festas,vários drinques e um video ridículo meu,que eu fiz pra dar de presente,até que um dia rolou,(bem.... quase rolou,eu fiquei nervoso e não subiu)mas sei lá,ela entendeu e a gente ficou pelado um na frente do outro fofocando,rindo e falando mal dos outros,ali... naquele dia,se estabeleceu uma conexão,eu sabia que gostava dela,mas não queria estar em um relacionamento,contudo no geral já estava se encaminhando pra isso,eu levei ela pra minha casa,apresentei ela a minha mãe,e quando ela dormia aqui,a gente ficava deitados apertadinho na minha cama de solteiro,e eu olhava pra ela e sabia que tudo aquilo se encaminhava pra algo maior.(obs: isso me faz sentir muita falta dela,eu estou em lagrimas e parece que o vazio tomou tudo)

E finalmente eu decidi pedir ela em namoro,eu me via sozinho e incompleto quando eu estava sem ela,mas ainda com pé atrás de me meter em uma furada e pensando também nela,já que eu não queria ferir os sentimentos dela,então a "ST" me liga,uma semana antes da minha decisão com a Thaynnara,me chamando pra ir na casa dela "conversar" transamos e ela queria voltar,porém eu só fui porque já sabia que íamos acabar transando e ela também,saí da casa dela chutado,e nunca mais ela entrou em contato.passando a semana eu já tinha me decidido,não era carência,não era necessidade de preencher algo que perdi ou algo superficial, era AMOR,eu realmente amei ela,e esse foi o meu único acerto nesse relacionamento com a Thaynnara.
Eu não vou estender essa estória do meu racionamento parte por parte,fase por fase,então nos parágrafos há baixo vai ser um resumão dessa semana do dia 20/07/2020 á 22/07/2020.

(é vamos pro final de tudo.)
Não teve briga,não teve mentiras,não teve absolutamente nada que me fizesse terminar o meu namoro,nenhum dos problemas anteriores meus e dela fizeram eu tomar essa decisão,eu menti pra ela algumas dezenas de vezes,é isso não é culpa dela,foi falta de caráter meu,(não pontuarei pontos dela,pois ela não está aqui pra se defender) no dia 19/07/2020 foi um dia comum,assistimos filmes,rirmos,comemos bolo de caneca,rirmos mais e assistimos mais filmes,no dia seguinte eu voltei pra casa e abri a lanchonete,até normal,entrei em contato com,a gente conversou, e tava tudo ok,(eu sei que cometi o maior erro da minha vida em questão de relacionamento mais ok,não irei superar.) no dia 21 já à noite,eu mandei mensagem no wpp pra ela falando que queria terminar,fui no menssenge dela e mandei a mesma coisa,logo em seguida ela me ligou,e tudo aconteceu,ela achou que eu estava brincando,que era uma pegadinha,mas não era real,eu fui um babaca quanto a isso,na verdade eu fui um completo babaca quanto a tudo,eu simplesmente disse que queria terminar e que não tinha qualquer motivo além do meu querer, e isso fez com que hoje,exatamente agora ,eu me arrependesse de ter feito isso,porém eu não vou voltar atrás e pedir perdão,não porquê eu sou cabeça dura,mas porque ela vai ficar bem melhor sem mim,e se eu fazer isso só vai balar mais o psicológico dela,o emocional dela e deixá-la mais confusa do que já esta.

EU COMETI O MAIR ERRO DA MINHA VIDA,DEIXEI IR EMBORA A PESSOA QUE ME APOIAVA,INCENTIVAVA,QUE ME AMAVA 100% E QUE FARIA TUDO PRA ME FAZER FELIZ,PERDÃO THAYNNARA,EU FALHEI COM VOCÊ,EU GASTEI O SEU TEMPO E OS SEUS ESFORÇOS E ISSO ME DESTRÓI PORQUE TE AGRIDE DIRETAMENTE. ME PERDOE POR ISSO,EU SOU UM LIXO E VOCÊ MERECE MAIS!
submitted by rain21-07 to desabafos [link] [comments]


2020.07.20 07:06 senhasenha789 acho que quero terminar e não sei como

eu ando tão insatisfeito com tudo que acontece em nosso relacionamento. parece que tudo é sobre ela. ao mesmo tempo, constantemente, me vejo numa posição de muita dúvida sobre o que espero e quero de um relacionamento. sou recriminado por desejos e, ao mesmo tempo, sou esticado sobre minhas próprias tolerâncias. tento ao máximo manter um namoro saudável, com diálogo e parceria. mas parece que isso só se desenvolve realmente quando se trata das vontades do outro. parece que só sirvo como um peão e quando opino, sou facilmente proscrito. sinto que me esforço mais do que deveria e ao mesmo tempo ponho em cheque toda minha ação. minha tendência em deixar passar muita coisa, pode parecer que está tudo bem. mas não tá. meus pensamentos flertam sobre realidades em que sou solteiro com mais frequência do que gostaria. me sinto mal. parece que não tô sendo honesto. enfim, desculpa o embaraço, ainda to aprendendo a lidar com essa comunidade.
submitted by senhasenha789 to desabafos [link] [comments]


2020.07.17 18:54 AnneSelinaTodd Aquele em que levei chifre porém...

Olá Lubinha, turma que está a ver e editores! Espero que esteja tudo bem com vocês. A minha historia se passa em 2018, eu estava no 9 ano estudando no Famigerado colégio de Freiras de PG, Medalha Milagrosa. Eu estava namorando com um menino, vamos chamar ele de JV(nota: sou bissexual, e isso vai fazer fazer sentido dps). Era meu primeiro namoro "oficial", e eu estava mto apaixonadinha, mas bem chateada, pois JV não queria oficializar nosso namoro para nossos amigos, e isso me fazia me sentir mto mal(Outra coisa é que agora vejo que eu era mais um tipo de prêmio pra ele). Nosso namoro não estava aquelas coisas, e eu estava dando tudo de mim, até um pouco minha sanidade, que também não era muita. As últimas semanas do nosso relacionamento estavam boas, até que antes de eu ir para a aula, o JV disse que tinha algo para contar para mim, mas eu não consegui carregar mais as mensagens pois a van que eu ia para a escola ja estava longe da minha casa, e já durante a aula, quando um amigo emprestou créditos, ele havia dito que: estava namorando minha amiga(chamemos ela de K) ENQUANTO ESTAVA ME NAMORANDO. Eu fiquei sem reação. Eu fui para o grupo onde tinha ele, e essa minha amiga, e mais outros amigos onde eles estavam revelando o namoro. Estava travada, tudo que eu consegui sentir era um embrulho gigantesco vindo, então sai correndo pro banheiro pra vomitar e chorar( eu sou muito fraca fisicamente e psicologicamente, e nessa época estava passando por uma fodida depressão, entt já viu). Eu não era o tipo de garota que tirava satisfação, então simplesmente fiquei """aproveitando""" minha dor de chifre. Um mês se passou, e a K me mandou mensagem, perguntando porque eu estava tão distante, se ela tinha feito algo(nota2: eu só bloqueei o menino, o resto do povo não), eu ja mais forte, tomei coragem e fui tirar satisfação com ela, fiz um textão educado, porém sério sobre aquele merda. Ela ficou chocada e muito puta da vida(ela é bem explosiva) ela detonou o garoto, ficou do meu lado e obviamente terminou com ele. Ela e eu cada vez mais nos tornamos mais amigas que antes, e atualmente, estamos namorando e sempre assistimos o seu canal💓. A "teoria" da K é que desde o início da nossa amizade, de todos no geral, ele sempre tentava pagar de bom moço, mas na verdade era um cara abusivo e tóxico, principalmente comigo e com ela, mas com as outras garotas do grupo também. Antes de namorarmos ele, quando só eramos um grupo saudável de amigos ele se vitimizava sobre o ocorrido em que ele foi chifrado por outra garota do grupo, que já nem fazia mais parte do mesmo. Fazia o típico cara amoroso e gentil, o famigerado "sonho de toda garota" mas era só uma máscara de alguem hipócrita e vazio. Ps: Eu encurtei bastante o que houve se não ficaria gigantesco a história, e infelizmente eu não tenho mais prints pq meu celular e chip antigo foram pro brejo Pss: O garoto fica ainda tentando me mandar msg no face e fica me mandando solicitação de amizade, com o rabinho entre as pernas.
submitted by AnneSelinaTodd to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.16 14:55 secretjdr Problemas do namoro - distância/pandemia (preciso de conselhos)

Problemas no namoro - distância
Namoro há dois anos. Minha namorada é de outra cidade, bem longe de onde moro. Ela sempre passava a maior parte do ano aqui comigo, pois estuda na faculdade, então voltava pra cidade dela nas férias, passando apenas um mês por lá.
Acontece que por conta da pandemia, ela precisou voltar pra cidade dela mais cedo já que as aulas foram virtualizadas, e estamos há três meses sem nos ver. Digo pra ela vir pra cá, mas ela diz que os pais implicam e eles tem que decidem sobre isso, embora queira muito vir. Não fosse os pais dela (que são do grupo de risco) eu já teria ido pra cidade dela, mas acho melhor ela vir pois eu moro sozinho então não teria problema.
Não bastando isso, confesso que a maior vontade no momento em que temos em de nos reencontramos, matarmos a saudades um do outro, mas outro ponto que estou martelando muito é em relação ao sexo, sempre tivemos uma vida sexual muito ativa, mas há três meses já não acontece nada, e ao que parece ela vai permanecer por lá por um bom tempo. Ela já deixou claro que não dá pra acontecer nada por lá por causa dos pais, entao eu não sei mais como vai ser. O sexo n vai ser o mesmo, ainda que tenhamos oportunidade de fazer lá, não adianta fazer algo sobe tensão de os pais aparecerem ou algo do tipo (pois não deixam que a gente durma juntos). E não que isso seja o mais importante no momento, mas com certeza é um ponto fundamental pra todo relacionamento saudável.
Temos brigado muito ultimamente. Eu sinceramente to bem preocupado com o futuro do relacionamento nesse ritmo...
submitted by secretjdr to desabafos [link] [comments]


2020.07.15 14:40 guima93 Vaginismo. Podemos falar sobre?

Olá. Homem, 26 anos. Namorei por 3 anos uma menina incrível em todos os aspectos possíveis. Quando a conheci, eu e ela eramos virgens. Com alguns meses de namoro, decidimos transar. Tentamos, uma, duas, três.... Várias vezes em ocasiões diferentes. Todas as vezes ela sentia uma dor insuportável na menor ameaça de penetração, fosse com pênis, dedo ou brinquedo. Preliminares caprichadas, muita intimidade, tentamos usar lubrificante normal e com anestésico. Nada funcionou. Descobrimos que se tratava de vaginismo. Entretanto, por ela ser muito tímida, ela sempre teve vergonha de levar esse assunto ao ginecologista. Não me entendam mal. Nós tínhamos uma vida sexual muito saudável e prazerosa com sexo oral, masturbacao mútua e outras brincadeiras. Mas é claro que sempre tivemos a dúvida sobre o sexo "convencional". Kkkkkk enfim, acho que é um assunto muito interessante pra se falar.
submitted by guima93 to sexualidade [link] [comments]


2020.07.09 13:46 LeonorUwU Meu ex psicopata que não superou o término

Olá Luba, editor, falecidos bonecos de papelão, gatas e público que está a ler :D então hoje eu vou contar a história de um dos meus piores relacionamentos passados( tem treta, violência, boatos falsos e muito mais) ps: Luba eu sou de Portugal estou tentado adaptar a minha história para português do Brasil :).... Então tudo começou quando eu estava por volta dos meus 10/11 anos. Na época eu tinha decidido entrar no grupo de escuteiros da minha cidade, pois parecia muito legal e tinha alguns amigos lá e tals. Quando eu comecei a frequentar o grupo, eu conheci um garoto (vamos chamar ele de Carls), e imediatamente fiquei amiga dele pois ele era muito simpático e era amigo dos meus outros amigos. Algumas semanas se passaram, e o nosso grupo de escuteiros participou numa procissão. A gente estava lá e tals, e teve uma hora que a gente parou. Nessa hora eu e os meus amigos incluindo o Carls, fizemos uma rodinha e começamos a jogar joguinho e de criança (que na época era verdade ou desafio) então do nada os meus amigos começaram a falar que tinha um garoto do grupo que estava gostando de mim. Eu fiquei muito curiosa e confusa ao mesmo tempo pois eu apenas frequentava o grupo fazia poucas semanas. Daí eles me falaram que o garoto que estava afim de mim era o Carls. Eu pensei para mim mesma (OK tudo bem, mas eu não sinto nada por ele, apenas somos amigos e nada mais). Então a gente retornou para a procissão e os meus amigos não paravam de falar que eu tinha que ficar com ele porque ele gostava muito de mim e eu não poderia recusar. Então alguns dias depois ele me pediu em namoro, mesmo a gente não se conhecendo muito bem, eu aceitei devido às obrigações que meus amigos me impuseram. (eu era uma criança muito burrinha :/). A gente começou a namorar e todos os dias ele ia me procurar na escola, e ficava perguntando para todo o mundo onde eu estava pois ele precisava de estar comigo toda a hora. No inicio eu não vi nada de errado pois achava que era coisa de namorado, mas então alguns dias depois o nosso grupo de escuteiros fez um acampamento, que foi muito legal inclusive, mas os meus amigos ficavam toda a hora falando coisas do género (AH SE BEIJEM! DÊM AS MÃOS) eu estava ficando meio cansada disso. No último dia do acampamento a gente voltou para casa de ônibus, eu sentei do lado dele por pura obrigação. Então eu tentei conversar com ele para melhorar um pouco o clima. Eu decidi perguntar quais eram os seus maiores sonhos, e ele respondeu (MEUS MAIORES SONHOS SÃO ME CASAR COM VOCÊ E TER FILHOS COM VOCÊ!) após ele falar isso eu tive a certeza de que o Carls estava obesecado por mim, e não era normal falar esse tipo de coisa para uma pessoa que você conhece FAZ NEM UM MÊS. Eu decidi por mim mesma que não queria continuar com aquilo, pois não era saudável, ele parecia um stalker psicopata, que ficava me seguindo para todo o lado e não deixava eu falar com outros garotos. Após algumas semanas eu tomei coragem e terminei com ele... Não fui capaz de dizer a ele diretamente, por isso pedi à minha amiga para falar para ele que eu queria terminar (O QUE FOI UM GRANDE ERRO). Algumas horas depois, umas meninas da sala dele me chamaram no banheiro para conversar , e feita burra eu fui, quando cheguei na zona em que a turma do Carls tinha aula (a gente estava separado por turma) um amigo dele ME EMPURROU COM TODA A FORÇA CONTRA UM CACIFO ESCOLAR, e o impacto fez com que eu quase QUEBRASSE MEU BRAÇO. Logo após ele ter me agredifo ele falou (PORQUÊ VOCÊ TERMINOU COM ELE SUA IDIOTA!? VOCÊ ERA MUITO IMPORTANTE PARA ELE E NÃO TINHA O DIREITO DE TERMINAR COM ELE >:(...) eu fiquei muito assustada e entrei a correr para dentro do banheiro femenino para falar com as tais meninas da sala dele. Quando eu entrei ELAS ME RODEARAM E ME OBRIGARAM A FALAR O PORQUÊ DE EU TER TERMINADO COM O MENINO. Eu imediatamente comecei a chorar, e expliquei para elas tudo o que Carls fazia, e ele parecia meio psicopata. Elas me compreenderam e me deixaram ir. Depois disso eu fui para a minha aula e me falaram que Carls passou a sua aula inteira chorando e que a culpa disso tudo era minha E QUE EU ERA HORRÍVEL. Depois da aula me chamaram denovo mas dessa vez tinha sido um amigo do Carls, quando eu cheguei na turma dele, ESTAVA TODO O MUNDO REVOLTADO COMIGO, PORQUE O IDIOTA DO CARLS REVOLTOU TODA A SUA TURMA CONTRA MIM, eu estava assustada com todos aqueles olhares ameaçadores, e perguntei o que estava acontecendo e o porquê de todos estarem me olhando daquele jeito. Em seguida uma menina me falou que o Carls tinha espalhado o boato de que EU TINHA DEIXADO ELE POIS EU ESTAVA APAIXONADA POR OUTRO MENINO DE OUTRA SALA( o que era totalmente mentira) E TODOS ME FICARAM ENCARANDO COMO SE EU FOSSE UMA FALSA. Eu tentei falar para todos eles que era mentira e que o Carls era demasiado apegado a mim e que eu não me sentia confortável com aquele relacionamento "abusivo" e falei que estava namorando ele por PURA OBRIGAÇÃO, e nunca falei que estava 'apaixonada' por ele. Na hora ninguém acreditou, pois ele tinha espalhado aquele boato de uma maneira que me fez passar PELA MÁ DA HISTÓRIA. Semanas se passaram e eu cortei o contacto com as pessoas daquela turma. Tinha algumas pessoas lá (mais ou menos 3) que ficavam me falando que o Carls chorava em TODAS as aulas e os professores estavam ficando fartos do seu choro irritante. Meses se passaram e as coisas acalmaram. As pessoas da turma dele deixaram de me olhar como má da história, e começaram a perceber que aqueles boatos eram mentira, e que eu estava sendo obrigada a estar com ele. ANOS SE PASSARAM, e eu tentava recuperar a minha amizade com ele, porque eu sei que embora ele tivesse aquele lado meio psicopata, ele até era um garoto legal. Eu e Carls meio que recuperamos a nossa amizade, mas ele me propôs vários pedidos de namoro denovo.... E teve um em específico em que ele falou que se eu não aceitasse, ELE NUNCA SERIA FELIZ E QUE PODERIA TIRAR A PRÓPRIA VIDA..... e tudo isso quando a gente era criança. Os anos se passaram e a gente continuava falando mas eu tentava não lhe dar expectativas para ele conseguir perceber que eu não queria nada com ele. Enfim essa foi a minha estória.... Foi meio nhe, mas espero que tenha entretido vocês :D beijos <3
submitted by LeonorUwU to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.05 15:53 SoVimObservar ESTOU ERRADO DE MANDAR MEU MELHOR AMIGO SE AFASTAR DE MIM?

(terceira tentativa de postar, na esperança de não ser removido como spam)
Hola Turma, chat, papelões, gatas, editores, convidado, Snorlax... E oi pra vc tbm Luba 🤭
Vamos lá...
Entaoo, eu sou um garoto gay assumido desde meus 13/14 anos (atualmente com 19), eu tive certeza da minha sexualidade quando eu comecei a olhar meu melhor amigo (esse ano faz 13 anos de amizade ou ao menos deveria)o
Bom, a nossa história começa nessa época, entre 2014, então senta Luba, que vai ser longo...
Quando eu tinha 14 anos eu contei para o meu melhor amigo (nesse caso chamaremos ele de Fudêncio) que eu gostava dele, que acreditava que o que eu estava sentindo por ele, era um pouco mais que amizade, eu ainda não tinha contado que era gay pra ninguém, ele foi a primeira a pessoa, então decidi matar dois coelhos com uma cajadada só, contei que gostava dele e automaticamente contei que era gay! Quando eu contei, tinha noção que eu poderia estar colocando nossa amizade em risco (esse é um dos maiores medos não é?), Mas bem diferente do que pensei, ele foi extremamente compreensível, ele disse que não sentia o mesmo que eu e que ele não era gay (tá guardando as informações né?), disse que apesar dos meus sentimentos ele não mudaria comigo pq nossa amizade era mais importante e que ele me amava como amigo!
Bom, aceitei esse fato com muita dor, aliás apesar de muito novo, hj eu tenho noção de eu sentia amor por ele! O tempo foi passando, nossa amizade foi ficando cada vez mais forte e Clara, estávamos crescendo e amadurecendo, mas eu não tinha superado meu sentimento por ele e era difícil pq fazíamos tudo juntos, vivíamos juntos, era escola de manhã e curso de tarde (fazendo as mesmas coisas) e de noite um sempre ia pra casa do outro! Nós realmente nos conhecíamos melhor que qualquer outra pessoa..
Quando tínhamos 16, todo mundo sabia que eu era gay e eu me orgulhava disso, não tinha medo de ser quem eu era e o Fudêncio sempre esteve do meu lado, mas foi nessa época que o Fudêncio começou um namoro (Claramente nada saudável), como eu disse ninguém conhecia ele melhor que eu! Eu via que essa relação estava mechendo com o psicológico dele, ele não era mais o mesmo e alguma coisa o incomodava, não precisava muito pra saber que ele não estava nenhum pouco feliz, mas ele sempre negava pra mim e pra todos, ele estava escondendo algo de mim e achava (hj tenho certeza) que estava escondendo algo dele mesmo!
Sei que nessa história ele acabou de afastando de todos, inclusive de mim e nunca tinha me sentido tão traído e de coração partido, eu amava ele e era completamente apaixonado por ele, foi um desgaste emocional e psicológico bem grande pra mim ter que superar isso nessa situação... No final dos meus 17, nós nos reencontramos em uma festa, eu sempre fui meio "popular", todo mundo me conhecia e eu puta como era aproveitava da situação pra dar uns beijos! Quando já tava quase 01h da manhã ele chegou nessa festa e meu pai, que garoto lindo, estiloso como sempre e gato como nunca! Bom, nosso ciclo de amizade era o mesmo, então nessa festa era meio que impossível evitar contato com ele! A madrugada foi passando, a gente foi conversando e eu percebi que amizade ainda era a mesma, ele tinha terminado, senti que ele tava muito mais feliz, o olho dele brilhava e era uma outra pessoa depois do término do namoro! Reconheci ali por quem me apaixonei...
Bom, teoricamente tudo tinha voltado ao normal, tinha acabado de recuperar a nossa amizade... eu ainda tava apaixonado por ele, mas acontece... Quando fizemos 18 o Fudêncio recebeu uma proposta de trabalho muito importante pra ele (não vou bem dizer o que é, tenho amigos que são seu público e esse sentimento por ele sempre foi um segredo nosso e o trabalho é bem específico), mas ele tinha que viajar, pra outras cidades, cada hora um lugar diferente, quando ele foi prometeu que manteria contato e que nada ia mudar (mesmo promessa de 14 anos) e ele ainda sabia do meu sentimento por ele eu não escondia dele, mas ele ainda dizia que era hetero, quem sou eu pra dizer o contrário né!?
Ele viajou, começou a trabalhar, nossas conversas ficavam cada vez mais curtas, cada vez menos tempo para mim... Foi quando eu comecei a seguir minha vida (demorou né? 😒)... Eu sempre fui pessoa de andar em festas e foi em uma dessas festas que eu conheci um garoto lindo, divertido, atencioso (mais novo que eu, mas não vem ao caso) Foi a primeira vez que eu me esqueci do Fudêncio, que a falta dele não me afetou em nada, esse garoto (hoje meu namorado) é uma das pessoas mais importantes pra mim agora, ele me ajudou a me entender, a me amar e a se importar comigo mesmo em primeiro lugar...
É aqui que história fica mais interessante e o título tem mais sentido....
Faz meses que o Fudêncio simplesmente se auto eliminou da minha vida, faz um mais de um ano que conheço meu namorado e vai fazer um ano que não tenho notícia do Fudêncio, pelo menos até semana passada... Esses dias ele (Fudêncio) apareceu na minha casa, nem sabia que ele tinha voltado pra SP.. ele veio na minha casa e como meus pais já o conhecia a anooos, deixaram ele entrar, ele foi até o meu quarto, pois ele já conhecia tudo ali, eu me assustei em primeiro momento, mas quando ele começou a falar foi me subindo um ódio tão grande!!! Poxa, ele simplesmente sumiu da minha vida e volta como se nada tivesse acontecido falando as coisas que ele tava falando, quer saber o que era?
"Desculpa, sei que sumi por muito tempo, mas precisei pra entender o que eu tava sentindo" "Acho que eu te amo" "Sempre te amei desde quando você me contou que gostava de mim com 14" "Sei que demorou muito pra mim assumir isso, mas eu te amo e te quero como meu namorado" "Somos melhores amigos, podemos ser ótimos namorados"
E um monte de coisa desse tipo, eu realmente não podia ficar mais revoltado com isso, minha vontade de chorar era enorme, mas a de meter o socão na boca dele era maior...
Mas foi nesse momento que eu percebi e tive certeza...
Eu não sentia mais nada por ele, conheci alguém que me amava e gostava de mim desde de o começo, alguém que eu aprendi a amar e respeitar, meu namorado é muito bom pra mim e não podia deixar o Fudêncio simplesmente aparecer do nada e jogar essa bomba querendo que eu largasse tudo pra ir viver um amor antigo que eu nem sabia se era verdadeiro...
O resultado: Pedi pra que ele se afastasse de mim, ele já tinha me abandonado antes, podia fazer isso dnv, eu estava triste e chateado, mas preciso priorizar minha felicidade e com alguém que eu sei que vai estar comigo, o Fudêncio ficou mal, mas ele só tá sentindo agora o que eu senti por anos, eu me sinto mal por ele estar assim, mas preciso pensar em mim..
Estou completando 9meses de namoro e acredito que encerrando 13 anos de amizade, mas tudo se resolve no final...
Bom é isso gente, um beijão Luba, se tiverem dúvidas em algumas coisas eu esclareço pra vcs!! Beijãooooo
submitted by SoVimObservar to TurmaFeira [link] [comments]


Relacionamentos saudáveis - Pe. Fábio de Melo - YouTube Como manter um relacionamento duradouro e saudável ? - YouTube 10 HÁBITOS DOS NAMORADOS SAUDÁVEIS - Douglas e Val - YouTube O maior SEGREDO dos relacionamentos DURADOUROS - YouTube Namoro saudável, casamento duradouro - Cesar Vasconcellos - Dr. Cesar Vasconcellos de Souza Como Ter um Relacionamento Saudável e Maduro Sinais de um namoro saudável! NAMORO SAUDÁVEL: COMO TER E MANTER UM Prosa com Zoe - Namoro Saudável COMO MANTER UM NAMORO LONGO E SAUDÁVEL?

Sexualidade: namoro saudável Janela Aberta à Família

  1. Relacionamentos saudáveis - Pe. Fábio de Melo - YouTube
  2. Como manter um relacionamento duradouro e saudável ? - YouTube
  3. 10 HÁBITOS DOS NAMORADOS SAUDÁVEIS - Douglas e Val - YouTube
  4. O maior SEGREDO dos relacionamentos DURADOUROS - YouTube
  5. Namoro saudável, casamento duradouro - Cesar Vasconcellos - Dr. Cesar Vasconcellos de Souza
  6. Como Ter um Relacionamento Saudável e Maduro
  7. Sinais de um namoro saudável!
  8. NAMORO SAUDÁVEL: COMO TER E MANTER UM
  9. Prosa com Zoe - Namoro Saudável
  10. COMO MANTER UM NAMORO LONGO E SAUDÁVEL?

COMO MANTER UM NAMORO LONGO E SAUDÁVEL? With Love, R. Loading... Unsubscribe from With Love, R.? ... HISTÓRIAS PRÉ-NAMORO ft. Lucas - Duration: 12:40. With Love, ... Conferência do Amor com Rosalia Schwark 5 Etapas Para Um Término de Namoro Saudável • Lua Blanco - Duration: 9:07. Lua Blanco Oficial 214,029 views. 9:07. Será que sabemos mesmo como é uma relação saudável ou a carência ou vivências negativas cortinam nosso entendimento? Neste vídeo dou alguns sinais de um bom namoro. Meu nome é Jaqueline ... Se inscreva no canal JesusCopy. Participe da nossa lista de emails: http://conteudo.jesuscopy.com/dicas-jesuscopy Para saber mais sobre o JesusCopy: Curta: h... Vou te mostrar que é fácil e totalmente possível ter um namoro saudável e duradouro se aplicar esses conhecimentos. Clique em 'Mostrar Mais'.Leia a descrição! Por favor Olá, me ... Nesse vídeo eu conto o segredo das sequoias para o relacionamento duradouro. Conheça o Curso de Ginástica Íntima: http://mbr.blog.br/0jl9up Cadastre-se n... 50+ videos Play all Mix - Prosa com Zoe - Namoro Saudável YouTube RECONHECENDO O SEU TEMPO Zoe Lilly (Dunamis Movement) - Duration: 47:14. E O REINO VEM ! 78,274 views Por que pessoas que se amam e se dão tão bem no namoro, não conseguem sustentar o matrimônio... Skip navigation Sign in. ... Namoro saudável, casamento duradouro - Cesar Vasconcellos - Dr ... http://direcaoespiritual.blogspot.com/ Relacionamentos saudáveis - Pe. Fábio de Melo